Imagine só o que pode acontecer quando uma mulher fortalecida resolve reagir contra toda a opressão? O machismo é uma constante em nossa sociedade e, em sua maioria, vem disfarçado, outras até justificado. Imagine quando ele vem acrescido pelo racismo? Em “Papo Reto”, Craca e Dani Nega convocam todas as mulheres para esta luta, música escolhida para o primeiro videoclipe da dupla, dirigido por Day Rodrigues, com foto e montagem de Lucas Ogasawara, que assinam o premiado documentário “Mulheres Negras: Projetos de Mundo”.

A faixa está no primeiro disco da dupla, “Craca, Dani Nega e o Dispositivo Tralha”, que acaba de ser premiado no 28º Prêmio da Música Brasileira, como melhor álbum de Música Eletrônica, onde Craca e Dani fazem a fusão do rap e hip hop com o eletrônico multiétnico.

O clipe foi gravado em cenários pelo centro paulistano, como a escadaria do Teatro Municipal e locais que simbolizam histórias de resistência negra como o Vale do Anhangabaú e a Aparelha Luzia, considerado um quilombo urbano por abrigar encontros com temática negra. O roteiro tem como fio condutor o protagonismo das mulheres negras que se destacam na arte e na política. A letra de Papo Retro, feita por Dani em parceria com Lucélia Sérgio e Klarah Lobato, reflete no significado de ser mulher ao mesmo tempo em que evidencia a importância da união de todas.

Papo Reto reuniu um coletivo de mulheres negras, mães, filhas, amigas, parceiras, ativistas, artistas, feministas, juntas pelo mesmo discurso. Entre as diversas participações muito especiais, estão as apresentadoras Roberta Estrela D’alva e Adriana Couto, a modelo e performer, Aisha Mbikila, as atrizes dos coletivos negros de teatro de SP (Crespos, Clarianas, Capulanas e Coletivo Negro), a colunista Joice Berth, a rapper Preta Rara, a artista Ana Paula Xongani, além do cantor Rico Dalasam.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here