Ao me verem andar na calçada escondem carteira e trocam de rumo, preconceito de cores e imagem, tu é favelado ou tu é vagabundo…

Essa é a imagem que a TV mostra no dia a dia, passando que quem vem de comunidade ou é criminoso ou é vagabundo. Nas letras que eu produzo eu tento passar pro menor, que assim como eu ele também pode fazer diferente e vencer na vida, e não se acuar pelo que falam. O preconceito ainda é real e vamos destruir isso.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here